terça-feira, 12 de abril de 2011

Sobre mordidas

Eu já tinha escrito este texto antes e editei e resolvi que não ia postar. Primeiro porque sei que não deveria ter usado algumas palavras que usei para me referir a uma criança, mas entendam que é um texto de uma mãe querendo defender sua cria. Segundo porque eu realmente acreditei que podia virar uma criatura superior e sublimar o acontecido. Mas agora, depois de outra mordida, mudei de ideia. Vou postar o texto original e a edição logo abaixo.


 
Texto 1

Teve festa de carnaval no colégio e eu estava felizona imaginando o quanto a Beatriz ia se divertir, já ansiosa para ver as fotos no site do colégio, ela adora uma festa! Mas no final do dia descobri que de lembrança da festa ela ganhou uma baita mordida no rosto.
O Hugo me ligou quando ela chegou em casa pra me avisar e disse : 'acho que vai ficar roxo'. ROXO?!?! Ela sai linda e ilesa de casa, pronta pra pular carnaval com seus amiguinhos e volta roxa? Pior, com uma mordida que vai ficar roxa!!
INACREDITÁVEL!! Que tipo de peste morde a bochecha de uma menina linda e risonha vestida de baiana?!?! Não que minha filha seja um anjo, mas é bem sociável e nada agressiva. Fiquei imaginando o quanto meu bebê chorou, e a raiva tomando conta de mim! E o que fizeram com o encapetado que a mordeu? Será que reprenderam? Avisaram os pais?
Imaginei a cena: a mãe chega para buscar a criatura, então a professora conta que ele mordeu a coleguinha, daí a fulana mãe do mordedor vai no máximo dizer, sem sobressalto nenhum, 'que feio fazer isso'. Isso se ela não achar engraçadinho e rir! Porque tem pais que acham bonitinho os filhos que mordem. Ai.meu.Deus que RAIVA!!
Penso seriamente em ir na escola quarta-feira, descobrir quem é a mãe do meliante, tascar uma mordida bem dada na bochecha dela e dizer: se não quiser outra, não deixe seu filho mexer com a minha filha outra vez! Claro que vou fazer isso tudo sem a Beatriz ver, afinal não quero ensiná-la a ser uma pessoa vil e asquerosa, já eu... sou um caso perdido mesmo.

Nota: - A bochecha ficou roxa por mais de uma semana, e até hoje ela ainda tem a marca da mordida.
         - Eu não mordi a mãe do fulaninho, só mandei uma carta para o colégio pedindo mais atenção e orientação ao mordedor. (fui muito adulta)


 
Texto 2

O colégio fez uma reunião de pais e uma psicologa falou um tempão sobre mordidas, acho que não fui a única incomodada, e durante a reunião percebi que a Beatriz não foi a única vítima. A psicóloga falou sobre como deveriam proceder quando acontece uma mordida, sobre os motivos que levam uma criança a morder, que é normal da idade, coisa e tal. Eu, claro, não estava disposta a absorver muito disso, minha opinião (simplista e limitada) já estava formada:
  1. não é normal, é agressividade, provavelmente influenciada ou negligenciada pelos pais.
  2. O motivo é inveja, ele viu aquela menina linda, simpática e risonha e se encantou, logo viu que ela teria todas as atenções para ela, então tascou uma mordida!
Vários pais fizeram perguntas, bem legal mesmo a reunião, eu até estava começando a entender a psicóloga e concordar com ela. Mas então, uma senhora levantou a mão e disse: 'eu tive um problema como esse, meu filho mordeu uma coleguinha...' . A partir desse momento eu parei de ouvir, perdi minha visão periférica, virei predadora, só um ponto focado à minha frente – a mãe do fulaninho!!! Se ela soubesse o quanto sua vida ficou por um fio naquele momento, estaria agradecendo até hoje. Ela estava ali a menos de menos de 50 metros de mim, só o que eu precisava era ir até lá e começar a morder! Sorte dela que tinham muitas cadeiras nos separando, e o Hugo que segurava bem forte minha mão.
Eu JURO que tento esquecer daquela mordida, mas não consigo. Por mais que eu tente me convencer que era só uma criança, que ele não tem culpa (e sim os pais), que acontece mesmo, porque eu também já fui mordida quando era criança, eu lembro do rostinho da Beatriz com aquela marca roxa e não consigo não ter raiva. Eu nem gosto muito de lembrar, ou falar sobre isso, porque minha indignação sempre aumenta.

Nota: Semana passada a Beatriz voltou com outra mordida, mais fraca, no braço. Será que é um sinal de melhora?!?! Agora as mordidas não deixam marca, viram quanto progresso!

PS.: Desculpem os erros de ortografia, eu não revisei, deu uma pregui....

Um comentário:

  1. MELHOR SITE DE VENDAS http://www.mercadozets.com.br/

    VENDE DE TUDO

    MORDEDOR

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?texto=mordedor&IDCategoria=110

    BEBÊ INFANTIL
    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?idCategoria=110

    VENDE DE TUDO TEM BERÇO ELETRONICOS CELULARES TV NOTEBOOK COMPUTADOR ACESSORIOS PARA CARROS BRINQUEDOS ARTIGOS INFANTIS E MUITO MAIS

    ResponderExcluir